Nordeste

Rota das Emoções: 6 lugares, experiências e hotéis para incluir no roteiro

Não pense que só por ter a palavra emoção no seu nome, essa rota se resume a aventura. Vamos mostrar que vai muito além!

Se você gosta de um delicioso banho de mar, caminhar pelas dunas, relaxar em lagoas de águas cristalinas e pegar aquele bronze, a Rota das Emoções é o seu lugar. Na verdade, percorrer a Rota das Emoções vai mexer com todos os seus sentidos. De modo que não importa se você é da turma que dá valor à adrenalina ou gosta apenas de contemplar as belezas que encontra pelo caminho, o que não faltam são atividades que combinem com o seu estilo.

A Rota passa por três estados: Maranhão, Piauí e Ceará. Em cada um, escolhi duas cidades para servir de base de hospedagem e, a partir daí, poder explorar os atrativos do entorno. Assim, cobre-se além do básico, os destinos que considero mais interessantes. Dessa forma, é possível otimizar o tempo de viagem, deixando-a entre 10 e 12 dias que é o mínimo que recomendo. E aí, vamos nessa?

1. Barreirinhas: Surpreenda-se com a beleza dos Lençóis Maranhenses

Barreirinhas deve ser a sua primeira parada neste roteiro. Localizada a cerca de 250 km de São Luís (Maranhão), motivos para visitá-la não faltam! O principal deles, certamente, é conhecer os Lençóis Maranhenses, uma das três principais atrações da Rota das Emoções. Embora Santo Amaro, também dê acesso aos Lençóis, Barreirinhas sai na frente. Afinal, ela é margeada pelo Rio Preguiças, que oferece muitas atividades e um interessante passeio de lancha que leva a comunidades ribeirinhas, como Vassouras e Mandacaru, e ainda a Atins, praia que fica no encontro do rio com o mar.

Começando pelos Lençóis Maranhenses, para entrar no Parque Nacional só é possível com um guia credenciado e o acesso se dá em veículos 4X4. Assim, é preciso contratar uma agência local para lhe levar. Uma vez em meio àquele deserto de dunas de areias branquinhas, você vai descobrindo lagoas de águas doces e cristalinas, cada uma mais convidativa do que a outra para um mergulho. Vai ser difícil não se apaixonar! Há também a opção de contratar o passeio que leva para ver o nascer do sol e tomar o café da manhã dentro do Parque. Este é mais exclusivo, para um grupo pequeno e precisa consultar a disponibilidade.

Já a partir de um emocionante passeio de lancha pelo Rio Preguiças, dá para combinar, em um dia, vários atrativos. Um deles é a comunidade de Marcelino, onde artesãs fazem lindas peças com a palha de buriti, palmeira típica da região. Também vale conhecer Vassouras, onde encontram-se parte dos Pequenos Lençóis e momentos de diversão garantida com os macaquinhos à beira do rio. De lá, vale seguir para Mandacaru, para ver o farol, a Caburé e a Atins, onde a vegetação é exuberante e o rio encontra o mar, com dunas enormes no entorno.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Barreirinhas

708 Hotéis
Ver destino

2. Tutóia: Descubra os Pequenos Lençóis e o melhor camarão do Brasil

Também no Maranhão, a apenas 70 Km de Barreirinhas, está Tutóia, um bucólico e encantador vilarejo de pescadores que é uma agradável surpresa. Muita gente não sabe, mas além dos grandes Lençóis Maranhenses há os pequenos Lençóis. E é justamente a partir de Tutóia de onde se pode conferir toda a beleza dessa outra atração da Rota das Emoções, que se estende até a cidade de Paulino Neves.

Os Pequenos Lençóis Maranhenses são cheios de dunas de todos os tamanhos, podendo chegar a até 30 metros de altura. Entre elas, assim como no seu irmão mais famoso, encontram-se lagoas de água doce, onde a cor da água vai do verde ao azul. Para completar o cenário, mangues, restingas e praias praticamente intocadas.

As praia do Amor, da Barra, do Arpoador, da Andreza, do Félix e Moita verde são as principais. Para facilitar a vida do visitante, agências locais oferecem passeios de buggy ou 4X4 percorrendo todos estes locais e com paradas estratégicas para fotos e um delicioso mergulho.

E uma vez em Tutóia, outro atrativo que não se pode perder é saborear em algum dos restaurantes locais, a exemplo do Flor do Mangue, o melhor camarão do Brasil. Segundo os moradores, por conta da posição geográfica da cidade, ali existe um tipo de alga que não tem em outros lugares. Como os camarões se alimentam dela, isto lhes confere o sabor diferenciado. Vá e me conte o que achou!

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Tutóia

40 Hotéis
Ver destino

3. Parnaíba: Desbrave o único Delta das Américas

O Delta do Parnaíba fica localizado entre os estados do Maranhão e Piauí, sendo seu principal acesso a cidade de Ilha Grande, no Piauí, bem do ladinho de Parnaíba. Como a segunda é mais estruturada para receber os turistas, é onde você deve pernoitar. Apontado como o único delta das Américas, ele tem 2.700 km² de área, repleto de canais, igarapés e ilhas próximas do mar, sendo a Ilha Grande a maior delas.

Em meio a tudo isso temos um lindo santuário natural, com uma biodiversidade muito grande e exótica, onde habitam muitos animais, inclusive, em extinção. Não é à toa que foi declarado, uma região de proteção ambiental.

Os passeios de barcos, de variados tipos e tamanhos, saem do Porto dos Tatus. E há mais de uma dezena de trajetos formatados pelo Delta em várias horas do dia. Opte por uma “voadora”, pequenas lanchas que acomodam até oito pessoas, pois estas chegam aonde grandes barcos não alcançam. Daí, é só sentar e observar o verde sem fim da vegetação, os pássaros, à cata do caranguejo e parar para um banho em uma das pequenas praias que se formam em algumas ilhas.

Já Paranaíba, a 122 km de Tutóia, tem um centro histórico cheio de igrejas, casarões, praças e monumentos. As regiões Beira Rio e o Porto das Barcas possuem a maior parte das atrações históricas. Vale reservar um dia para conhecer também a Pedra do Sal e a Lagoa do Portinho. Aliás, uma espécie de rali de quadriciclo em meio às dunas que levam a esta lagoa é imperdível, pois o visual é belíssimo! E a apenas 15 km de Parnaíba fica Luís Correia, onde as praias do Itaqui, Atalaia, do Coqueiro e do Macapá são as mais famosas. Ótimas para banho e com boa estrutura de barracas. Uma vez por lá, vale uma visita à Árvore Penteada. Rende boas fotos!

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Parnaíba

183 Hotéis
Ver destino

4. Barra Grande: Badale e aprecie o pôr do sol mais bonito do Piauí

Atualmente, Barra Grande é, sem dúvida, a praia mais descolada e badalada do litoral do Piauí. Vale dormir uma ou duas noites por lá a fim de aproveitar a praia, o vento gostoso que embala os kitesurfistas na temporada (agosto a dezembro), assim como apreciar, desde a areia, o pôr do sol mais lindo do estado.

Além disso, o vilarejo é uma gracinha. Lembra, inclusive, Jericoacoara de muitos anos atrás, bem menos cheia de turistas. Nas ruazinhas de areia de Barra Grande, você vai ver bares e restaurantes super charmosos, assim como diversas pousadas aconchegantes, lojinhas de artesanato e, ao anoitecer, muita gente bonita a passear, exibindo o bronze, depois de um dia intenso de passeios ou velejando no mar.

O passeio mais famoso da região é para ver os cavalos-marinhos. A bordo de uma canoa, a gente segue mangue adentro pelo rio Camurupim até chegar à colônia de cavalos-marinhos. Uma vez no local, os condutores das canoas mergulham para capturar, com todo cuidado, os bichinhos, que são, então, colocados em pequenos aquários de vidro para que os turistas observem. Mas não se preocupe porque depois eles são devolvidos à água.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Barra Grande

411 Hotéis
Ver destino

5. Encante-se com as lagoas e praias de Camocim

Deixando o Piauí, a próxima parada neste roteiro pela Rota das Emoções é a cidade de Camocim, no Ceará, distante 130 km de Barra Grande. Muitas vezes negligenciada por quem passa direto para Jericoacoara, considero uma pena, pois a cidade tem uma orla interessante com uma linda vista para a Ilha do Amor. No entanto, o destaque mesmo fica por conta dos passeios pelas praias, mangues e lagoas da região, que de tão bonitas, não deixam nada a dever às vistas até agora pelo caminho. E muito menos às que vamos encontrar em Jericoacoara, com a vantagem de ter bem menos turistas.

Como muitas dessas atrações só são acessíveis de buggy ou um veículo 4×4, o ideal é contratar um passeio em uma agência local, combinando o que você deseja conhecer. Na sua lista não podem faltar a Barra dos Remédios, no encontro do rio com o mar, com dunas enormes emolduradas por um imenso lago de águas verdes claras. O visual é de tirar o fôlego! Imperdível também é a Lagoa Encantada de Cangalhas. Impossível não querer dar um mergulho diante de tanta beleza. Mas não para por aí! Sugiro ainda uma visita a outras lagoas como a Lagoa Torta, o Lago Grande e a bucólica Praia de Maceió.

Ainda em Camocim, vale visitar a Lagoa da Tatajuba e a Praia de Mangue Seco, em Guriú. A saber, esses atrativos pertencem a Camocim e estão localizados antes do Rio Guriú, na divisa desta com Jericoacoara. Embora muita gente vá conhecê-las já estando em Jeri, saiba que quem faz a Rota das Emoções, pode seguir de Camocim para Jeri pela praia, em um circuito off-road de cerca de 40 Km, feito em veículos 4×4. Daí já aproveita para parar em cada um desses lugares antes de se instalar em Jeri. A experiência é bem mais interessante do que ir pela estrada. Mas para isso, sugiro contratar uma agência para maior comodidade.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Cambuci

24 Hotéis
Ver destino

6. Renda-se à paradisíaca e animada Jericoacoara

Enfim Jericoacoara, um dos destinos mais aguardados da Rota das Emoções. Se você for pela estrada, o famoso balneário cearense está a quase 100 km de Camocim. Jeri, como é carinhosamente chamada, é um encanto. A pequena vila brilha ainda mais a noite, quando as ruazinhas de areia ganham vida com bares e restaurantes animados.

Durante o dia, a programação básica envolve os obrigatórios passeios de buggy pelas lagoas, visitar a Pedra Furada, a Árvore da Preguiça e contemplar o entardecer desde o alto da Duna do Pôr do Sol. Se quiser aproveitar a praia ali mesmo pela vila, prefira a Praia da Malhada.

Entre as lagoas, a mais procurada é a lagoa do Paraíso, que é a que oferece a melhor estrutura para o turista. Portanto, dá perfeitamente para passar o dia por ali, almoçar e voltar ao entardecer. No entanto, não deixe de conferir a sensação do momento em Jeri, que é o “Buraco Azul”. Trata-se de uma lagoa artificial, cujo solo, rico em calcário, proporciona uma tonalidade azul à água digna de Caribe.

Outro passeio imperdível é seguir de buggy ou 4×4 por aproximadamente 10 km pelo Parque Nacional até chegar à Praia do Preá. Bem menos concorrida do que Jeri, ali é também é onde se tem os melhores ventos para praticar Kitesurfe. A faixa de areia é mais tranquila do que na sua vizinha famosa, e vila, embora menor, também possui bons restaurantes para aproveitar de dia e de noite.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Jijoca de Jericoacoara

1325 Hotéis
Ver destino