Brasil

De norte a sul: veja 8 destinos para turismo LGBT+ no Brasil

De Salvador a Florianópolis, descubra porque estas cidades brasileiras são ideais para o turismo gay - com opções que vão de praias a festivais (e hotéis, é claro)

O Brasil, por natureza, é bastante acolhedor com viajantes. Em todo o país, a arte de receber bem é compartilhada pelos locais, mas para o turismo LGBT+, a busca pelo destino ideal deve levar outros pontos em consideração, além dos que todo turista já considera.

E, em tempo de dólar e euro altos, viajar pelo Brasil é uma ótima pedida. Eu, como editor do Viaja Bi!, já tenho conhecimento acumulado sobre turismo LGBT+ há uns bons anos e, por isso, a trivago Magazine me convidou para listar alguns dos destinos mais amigáveis à comunidade LGBT+ em terras tupiniquins.

O autor

Rafael Leick é o criador do Viaja Bi!, primeiro e principal blog de viagens LGBT+ do Brasil. Publicitário paulistano, fez intercâmbio em Londres e lá começou a escrever sobre viagem. Trabalhou com órgãos de promoção turística de Toronto, Argentina, Espanha, Reino Unido, Curaçao, entre outros, e grandes empresas do setor. Ministrou palestras no Brasil, EUA e Peru e foi Diretor de Turismo da Câmara LGBT do Brasil.
Site do autor

Antes de mais nada: o contexto LGBT+ no Brasil

Apesar de ainda ter uma aura conservadora e religiosa, em termos de legislação, podemos nos colocar, de certa forma, numa alçada progressista. O casamento igualitário foi autorizado no Brasil em 2013, antes de países reconhecidamente mais amigáveis à comunidade LGBT+, como Estados Unidos (2015) e Alemanha (2017). Em 2019, o STF tornou crime a LGBTfobia. Apesar de essas conquistas ainda serem frágeis por não estarem escritas em forma de lei, temos um caminho já percorrido no país.

1. São Paulo (SP): o centro da diversidade

Não tem como falar de turismo LGBT+ no Brasil sem mencionar São Paulo. A cidade é uma das mais populosas do mundo, isso faz com que ela tenha, em essência, bastante diversidade. Enquanto o Brasil ainda não tinha acordado para um mundo mais igualitário, São Paulo era o refúgio e sinônimo de liberdade para gays, lésbicas, bissexuais e pessoas trans de todo país.

Hotéis em São Paulo

9160 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em São Paulo: um hotel na "Gay Caneca"

1/3

Opções LGBT-friendly para se hospedar não faltam. Uma boa escolha é o Hotel Belas Artes, que fica na rua Frei Caneca, que é conhecida pela comunidade como rua Gay Caneca, e a um quarteirão da Rua Augusta e da Avenida Paulista. Staff amigável, ótima localização e pegada de hotel boutique dão a combinação perfeita.

Hotel Belas Artes São Paulo Managed By AccorHotels

São Paulo
8.1 Muito bom (1706 avaliações)

2. Rio de Janeiro (RJ): o encanto dos gringos

Outro destino brasileiro que sempre atraiu os olhos dos turistas LGBT+, inclusive dos gringos, é o Rio de Janeiro. Atraídos pelas belezas naturais das praias e morros e pelos corpos sarados correndo na orla de Ipanema ou Copacabana, estrangeiros já elegeram o Rio como o destino mais gay-friendly do mundo e o lifestyle carioca é um dos responsáveis por manter o encanto da cidade.

E o Carnaval continua sendo um dos pontos altos da cidade. Um estudo feito na cidade em 2014, apontou que 30% do lucro com turistas durante o período veio do folião gay. E a fama é internacional!

Hotéis em Rio de Janeiro

22308 Hotéis
Ver destino

Onde ficar no Rio de Janeiro: um hotel só com vistas panorâmicas

Um hotel à beira da praia a se considerar é o Sofitel Ipanema, que, além de próximo ao Posto 9, tem a incrível piscina panorâmica no rooftop, com vista para a praia, coisa mais linda.

Sofitel Rio de Janeiro Ipanema Ex Caesar Park

Rio de Janeiro
8.3 Muito bom (1894 avaliações)

3. Belo Horizonte (MG): destino emergente

Belo Horizonte é um dos novos expoentes do turismo LGBT+. Com investimentos crescentes, vem participado de eventos do segmento para mostrar sua abertura à diversidade. O carnaval de rua, já tradicional, é um dos carros chefes, trazendo todo ano milhares de turistas que querem curtir os blocos e os barzinhos da cidade.

Hotéis em Belo Horizonte

1207 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Belo Horizonte: um hotel no antro da Savassi

1/3

As opções de hospedagem também são variadas. O ibis Savassi é uma opção econômica para ficar na região mais friendly, sem erro. Mas, se quiser se hospedar com requinte, a cidade também conta com o hotel Fasano.

ibis Belo Horizonte Savassi

Belo Horizonte
8.0 Bom (673 avaliações)

4. Juiz de Fora (MG): a terra do Miss Brasil Gay

Apesar de não tão óbvia e ainda desconhecida de boa parte do público, Juiz de Fora é uma cidade que se destaca em termos LGBT+. Com mais de 35 anos de idade (pelo menos mais de 12 anos antes de nascer a Parada de SP), a pequena cidade mineira recebe o Miss Brasil Gay, um concurso de beleza tradicional e que mexe com a cidade.

Hotéis em Juiz de Fora

176 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Juiz de Fora: um hotel que apoia o Miss Brasil Gay

1/3

Em 2019, o show principal do evento foi a drag queen Pabllo Vittar. Por alguns anos, o concurso conta com o apoio do hotel ibis Juiz de Fora, então recomendo ficar lá para já aproveitar o babado todo.

ibis Juiz de Fora

Juiz de Fora
7.9 Bom (145 avaliações)

5. Florianópolis (SC): festa, praia e cultura LGBT+

Na região Sul do país, Florianópolis é certamente o destaque. A “Ilha da Magia” exerce sua mágica com a comunidade LGBT+ já há muitos anos. Tanto que, em 2012, a IGLTA (Associação Internacional de Turismo LGBT+) realizou na cidade sua convenção anual na cidade. Em 2009, o jornal The New York Times já elegia Floripa como o destino “Party e LGBT” do ano. Isso numa época e que ainda era muito mais difícil sair do armário.

Além de uma natureza exuberante e praias incríveis, o destino tem em seu centro a maior concentração da cena LGBT+.

Onde ficar em Florianópolis: um hotel gay-friendly

1/3

O Hyperion Boutique Hotel é uma opção gay-friendly, administrada por um casal gay e a caminho da Praia Mole. Porém, optando por se hospedar em hotéis da região central, como o Novotel Florianópolis, o turista fica no meio do caminho para conhecer todos os cantos da ilha, de norte a sul. Mas é recomendado alugar um carro, pois o transporte público da cidade ainda deixa a desejar.

The Hyperion Boutique Hotel & Bar

Melhor avaliado
Florianópolis
9.0 Excelente (102 avaliações)

6. Salvador (BA): Carnaval e axé

Por ser a cidade do Nordeste mais internacionalmente conhecida, Salvador recebe bem a diversidade. Lotada durante seu famoso Carnaval, a cidade tem tempo bom o ano todo e, para o público LGBT+, nada como uma desculpa para botar roupa de praia e curtir o sol, né? O circuito Barra-Ondina ferve não só com o axé, mas com as cores do arco-íris também.

Hotéis em Salvador

4252 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Salvador: um hostel bem moderninho

1/3

Uma opção econômica, mas recomendada é o The Hostel Salvador, um hostel design que permite conhecer gente de todos os cantos do mundo. Mas se a proposta é ter uma experiência cinco estrelas, o Fera Palace pode ser a pedida ideal.

The Hostel Salvador

Salvador
8.4 Muito bom (37 avaliações)

7. Brasília (DF): uma luta repleta de simbolismos

Por mais contraditório que isso pareça, Brasília vem se destacando como um destino LGBT+ aqui no Brasil. Talvez por resposta aos ataques políticos que a comunidade vem recebendo nos últimos tempos, o destino começa a se organizar nesse sentido.

A Parada LGBT+ de Brasília, conhecida como Brasília Orgulho, acontece no mês de julho e toma conta da cidade. Em 2019, reuniu 160 mil pessoas e 7 trios elétricos, numa rota bastante simbólica, saindo do Congresso Nacional e seguindo até o setor hoteleiro. Esse também foi o ano em que foram comemorados os 40 anos do Beijo Livre, o primeiro movimento de gênero no Distrito Federal e um dos primeiros do país.

Hotéis em Brasília

1311 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Brasília: um hotel no caminho da Parada

1/3

Para se hospedar em Brasília, principalmente se for na época de Parada LGBT+, minha dica é se hospedar no Mercure Brasília Lider, que fica na rota da marcha e é um hotel que costuma apoiar o evento. O Grand Mercure Eixo Monumental faz parte da mesma rede, fica coladinho no anterior e é também super friendly.

Hotel Mercure Brasilia Lider

Brasília
8.2 Muito bom (1302 avaliações)

8. Fernando de Noronha: para um romance LGBT+

Conhecido como um dos paraísos naturais do Brasil, a ilha de Fernando de Noronha ostenta a Praia do Sancho, que já foi eleita a mais bonita do mundo por diversos anos. É o destino ideal para quem quer um contato mais intenso com a natureza e, principalmente, para quem curte mergulho. Por ser mais caro, a quantidade de turistas que visitam a ilha é mais limitada, fazendo com que ela seja mais preservada e “selvagem”.

O destino é, também, super romântico e o amor fica no ar para a comunidade LGBT+ com o festival Love Fest, que acontece todo ano no mês de agosto. Quem não iria gostar de “Noronhar-se”, não é?

Hotéis em Fernando de Noronha

430 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Fernando de Noronha: uma pousada conhecida

1/3

Mas não é por isso que a ilha fique associada a perrengues de viagem. Ela conta com acomodações reconhecidas nacionalmente como a Pousada Zé Maria e a Pousada Maria Bonita, que não são necessariamente baratas, mas oferecem um conforto e tanto nessa ilha paradisíaca.

Pousada Zé Maria

Fernando de Noronha
8.3 Muito bom (39 avaliações)