Bahia

Salvador de Farol em Farol sem gastar muito: 6 Pousadas boas e baratas para ficar na cidade

A capital da Bahia tem uma oferta muito variada de pousadas nos bairros que carregam toda sua história e cultura. A jornalista Maria Ísis mostra o que 6 dessas pousadas têm de especial para a sua viagem

Você já foi à Bahia? Não? Então vá! Quem foi, achou uma gastronomia original e um longo calendário de festas de largo, as celebrações que acontecem pelos largos da cidade, que culminam no Carnaval. Também vai encontrar muita história, arquitetura colonial, boas praias urbanas, religiosidade, manifestações culturais ímpares, como a capoeira, além de calor e luminosidade presentes quase todos os meses do ano.

Apesar de ter problemas, como toda cidade grande, e de aparecer com frequência em rankings de insegurança, que definitivamente afastam os turistas, Salvador recuperou nos últimos anos o brilho que ficou escondido entre seus faróis, da Barra e de Itapuã. Desde abril de 2018, o metrô de Salvador liga o aeroporto à região central. É uma opção para o turista chegar e sair. Além disso, obras urbanas, como viadutos e vias expressas, ajudaram a desafogar o trânsito para quem chega de carro.

A trivago Magazine mostra como você pode aproveitar o melhor da capital da Bahia. Separamos seis pousadas com bom custo-benefício e próximas aos principais destinos turísticos da cidade.

Uma pousada que é a cara da dona

A 50 metros da Orla, dá para curtir vários dias de banho de mar na Casa Petunia. A pousada charme foi fundada em 2012 pela empresária Petúnia Maciel. São onze quartos, todos inspirados em Bali, na Indonésia, para onde a dona já viajou diversas vezes e chegou até a montar uma loja. A mobília e os itens da decoração vieram todos em contêineres.

Na frente da pousada, é possível ver as peças que ela garimpa na Ásia e vende na loja Empório Oriente. Outras peças decorativas, ela mesma inventa. No agradável espaço de convivência, com redes e sofás convidativos, o lustre foi feito por ela a partir de um guarda-sol. Muito bonito, lembra um opaxorô, o cajado de Oxalá.

Casa Petunia

9.0 Excelente (205 avaliações)
Ver preços

Dentro da boemia baiana

Quem fica no Rio Vermelho pode fazer como a artista plástica Sandra Cajado, que se hospeda em um lugar simples e fica fora boa parte do dia. “Prefiro uma pousada mais em conta e gastar em experiências lá fora”, diz. Ela esteve hospedada na Pousada Pedra da Concha com a filha, a agente de turismo Jéssica Cajado (as duas estão na foto abaixo). De São Luís, no Maranhão, e pela primeira vez em Salvador, elas aprovaram a limpeza e a localização.

A Pedra da Concha existe há 12 anos e tem 23 apartamentos com opção single, duplo ou triplo. A pousada foi, por anos, a casa dos atuais proprietários do lugar. Com filhos criados, resolveram abrir a pousada. Ela está dividida em dois andares, com acesso por escadas e elevadores. O destaque fica por conta do jardim, com poltronas e espreguiçadeiras sob a sombra das árvores e vista para o mar do Rio Vermelho. Em breve, uma reforma promete transferir para este ambiente a área do café da manhã, deixando o espaço da refeição mais amplo, iluminado e agradável.

Pedra da Concha

8.3 Muito bom (160 avaliações)
Ver preços

No centro, com a família

A um pé do Pelourinho, descendo o Baixo Maciel e subindo a Ladeira da Saúde, um casarão colonial antigo hoje abriga a Pousada da Mangueira. Ampla, com piscina, vagas de estacionamento, bastante área verde e 26 apartamentos, ela é uma das maiores da região. Ideal para famílias e casais com crianças, mas não só. O antropólogo paulista Maurício Alcântara viajava sozinho e aprovou a primeira noite da hospedagem.

Pousada da Mangueira

8.4 Muito bom (1045 avaliações)
Ver preços

Antes de tudo, além do Carmo

A Pousada Beija-Flor empolga no quesito custo-benefício. Não à toa que sua ocupação chega a 80% mesmo em períodos de baixa estação. O sobrado azul, com banquinho na porta, é o resumo do que o bairro de Santo Antônio Além do Carmo tem a oferecer: aconchego e simplicidade. Os sete quartos atendem bem aos turistas que não procuram luxo, mas não abrem mão de um bom atendimento e da limpeza.

No café da manhã, é possível comer a grande variedade de frutas tropicais apreciando uma vista panorâmica da baía de Todos os Santos. Ao escolher um quarto, prefira os que têm varanda. Mais espaçosos e arejados, com vistas para o porto da cidade ou para os casarios seculares, que estavam ali muito antes de Salvador ser como é.

Beija Flor

Melhor avaliado
8.6 Excelente (311 avaliações)
Ver preços

Romantismo no coração barroco do Pelourinho

De todos os cantos do Pelourinho, talvez o Largo de São Francisco seja um dos mais bonitos. A Igreja e Convento de São Francisco, em estilo barroco, com seu cruzeiro e o interior recoberto de folhas de ouro puro, tem uma beleza singular.

Justamente neste quadrilátero fica a Pousada Solar dos Deuses. Fundada em 2012, com a proposta de charme, em um casarão do século XIX, a Solar dos Deuses tem apenas seis quartos. Todos temáticos, muito amplos, arejados e com vista para o largo. Cada quarto tem como inspiração um orixá. No quarto de Oxóssi, o turista atravessa um biombo de madeira para chegar na mansidão verde e acolhedora do espaço. Tudo é madeira, puro algodão e concreto aparente. No quarto de Oxalá, que pode receber até três pessoas, a cor branca está em tudo, inclusive na roupa de cama com estamparia assinada pela artista e designer baiana Goya Lopes.

Pousada Solar dos Deuses

9.0 Excelente (217 avaliações)
Ver preços

Bahia bucólica: detox de pressa e tecnologia

Quem opta por ficar na Encanto de Itapoan, deixa a quentura lá fora. A pousada tem pé direito alto, solução arejada do projeto feito pelo arquiteto argentino Franklin Soffer, parceiro do artista e conterrâneo Carybé. Feita toda em pau d’arco e mármore, a proposta é de conforto sem luxo. Ideal para quem quer desintoxicar da tecnologia e da correria de uma vida urbana. São onze quartos, sala de leitura, piscina e jardim. Destaque para um quarto inteiramente acessível e adaptado para pessoas com cadeira de rodas e idosos.

Encanto de Itapoan

8.1 Muito bom (160 avaliações)
Ver preços

A Autora

Maria Ísis é jornalista e baiana. Roda o mundo com o marido e a filha de 8 anos: América Latina, Europa e Sudeste Asiático. O próximo destino dos três é a África! Quanto mais viaja, mais volta apaixonada por Salvador. Lugar onde nasceu, cresceu e que, para ela, é único no mundo.