Asia

Está planejando uma viagem ao Japão? Descubra 5 lugares imperdíveis para visitar no país!

Confira nossa seleção com lugares inesquecíveis para conhecer e se apaixonar pela terra do sol nascente

Prepare-se para viver uma experiência inesquecível. A terra dos samurais é no mínimo encantadora, excêntrica e inigualável – um pequeno país onde o novo e o antigo convivem harmoniosamente. Com tanto cantinho interessante, é uma aventura por si só buscar o que fazer no Japão – e o arquipélago oferece opções para todos os tipos de gostos.

Gosta de grandes cidades? Passeie por uma Tóquio iluminada por seus inúmeros painéis. Prefere algo mais antigo? Mergulhe nas tradições japonesas, pegue o “shinkansen” (trem-bala) e desembarque em Kioto.

Com o intuito de te ajudar a planejar uma viagem ao Japão, nós, da Trivago Magazine, selecionamos alguns lugares que precisam estar em seu roteiro pela ilha, assim como sugestões de hospedagens que contribuirão para tornar sua viagem ainda mais atrativa e agradável. Confira:

A autora

Thais Fioruci é amante da cultura japonesa e, após muitas idas e vindas, decidiu se estabelecer de vez na “terra do sol nascente” e hoje mora em Kanagawa. Em seu blog, Perdida no Japão, ela compartilha muitas histórias, perrengues e inúmeras viagens pelo país.
Blog da autora

1. Conheça o grande Buda de Kamakura

Kamakura é uma pequena cidade localizada na província de Kanagawa e tem um aspecto bem de interior. Por ser próximo à Tóquio, o destino é muito frequentado por turistas que estão visitando a capital japonesa. Algumas pessoas, aliás, chamam a cidade de Kioto do Leste, pois reúne vários templos, santuários e outros monumentos.

A principal atração é o Daibutsu, o Grande Buda, uma estátua de bronze com treze metros e 121 toneladas. É a segunda maior estátua de bronze de Buda no Japão, sendo superada apenas pela que fica no Templo de Todaiji, em Nara. A peça originalmente ficava no interior de um imenso templo que foi destruído por fortes ventos entre 1334 e 1369. Desde então, o Buda fica ao ar livre e justamente esse fator faz dele um lugar tão especial.

Ao lado direito da estátua fica um par de sandálias de palha com quase dois metros de comprimento. Elas foram confeccionadas por crianças na esperança que um dia o Buda iria se levantar e caminhar por todo o Japão!

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Kamakura

257 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Kamakura: um luxuoso hotel de frente para o mar

1/4

Uma boa opção de hospedagem por lá é o Kamakura Park. A acomodação é perfeita para quem não abre mão de conforto e um bom atendimento, além de quartos com uma decoração sofisticada. E o melhor de tudo: o hotel fica de frente para o mar, o que proporciona uma vista incrível das suítes e também do restaurante. Nada mal começar o dia olhando para o oceano, né?

Kamakura Guesthouse

Kamakura
8.8 Excelente (534 avaliações)

2. Visite a zona vulcânica de Owakudani, em Hakone

Hakone é uma área montanhosa muito popular por abrigar diversas onsens (fontes de águas termais). É lá que está Owakudani, uma área em torno de uma cratera criada durante a última erupção do Monte Hakone, há 3000 anos. Hoje, o local é uma zona vulcânica ativa com inúmeras saídas de vapores sulfurosos e piscinas borbulhantes.

Devo confessar que o cheiro de enxofre não é muito bom, mas é suportável. Certamente, a grande atração deste local são os ovos negros! Na verdade, eles cozinham os ovos brancos de galinha nas águas vulcânicas, mas quando o rapaz os retira, para a surpresa da multidão que fica ao redor, estão negros! Dizem que a cada ovo ingerido, a vida da pessoa será prolongada por sete anos.

Uma dica: para se locomover no interior da cidade, existem vários tipos de transportes, como barcos, teleféricos, trens e bondinho. Uma boa opção é comprar o Free Pass, um bilhete válido para dois ou três dias que permite utilizar os principais meios de transportes por um preço bem acessível. É vendido nas estações de Shinjuku, Odawara e Gotemba.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Hakone

744 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Hakone: um hotel resort em meio às montanhas

1/3

Experimente ficar hospedado no Yumoto Fujiya Hotel, localizado a menos de cinco minutos a pé da Estação Hakone-Yumoto. Esse hotel resort, no estilo japonês, já recebeu visitas de celebridades como John Lennon e Charlie Chaplin. Entre outras comodidades, a propriedade oferece a seus hóspedes banhos termais, serviço de câmbio 24 horas, massagem, aluguel de carro, salão de jogos e karaokê!

Yumoto Fujiya Hotel

Melhor avaliado
Hakone
8.7 Excelente (1150 avaliações)

3. Passeie por Minato Mirai, em Yokohama

Minato Mirai, cuja tradução significa “porto do futuro”, é uma orla ao longo do porto da cidade de Yokohama – meu lugar preferido. A área possui muitos edifícios, incluindo o Landmark Tower, que foi o edifício mais alto do Japão de 1993 a 2014. O local era um grande estaleiro até a década de 1980, quando o desenvolvimento começou a transformá-lo em um novo centro da cidade.

Passeie pelo píer de Osanbashi, faça compras no Armazém de Tijolos Vermelhos e admire a vista panorâmica da baía da cidade no Sky Garden, que fica no 69º andar do LandMark Tower. E não se esqueça de fazer compras na loja do Pokemon. Yokohama é completa!

Perto do porto, também há a Chinatown, um dos maiores bairros chineses do Japão (ultrapassando até os de Kobe e Nagasaki) e o parque de diversões Cosmo World. O local é a casa de uma das maiores rodas-gigantes do mundo (cartão postal de Yokohama) e uma montanha-russa que simula uma queda livre dentro de um lago.

Se estiver viajando com crianças, uma boa pedida é o Hakkeijima Sea Paradise, um dos maiores aquários do Japão, com mais de 500 tipos de peixes e 100 mil espécies marinhas. Para chegar ao segundo andar, é necessário subir por uma escada rolante que, na verdade, é um túnel de visão submarina!

 

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Yokohama

635 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Yokohama: um hotel no centro de tudo

1/3

Uma das melhores opções de hotel por lá é o InterContinental Yokohama Grand por estar bem próximo das atrações desta matéria e ter uma vista simplesmente espetacular. De um lado, os quartos possuem vista para a zona portuária de Yokohama e da Ponte Bay Bridge, enquanto do outro, o hóspede pode admirar o Armazém de Tijolos Vermelhos e a roda gigante. Certamente, uma experiência inesquecível!

InterContinental Yokohama Grand

Melhor avaliado
Yokohama
8.7 Excelente (3067 avaliações)

4. Divirta-se na Disney Sea, em Tóquio

Exclusivo do Japão, o parque Disney Sea, em Tóquio, tem como tema central a exploração do mundo das águas. Ele é dividido em sete áreas:

  • Mediterranean Harbor – uma reprodução do sul europeu, com gôndolas que lembram Veneza.
  • American Waterfront – inspirado na costa leste dos Estados Unidos.
  • Port Discovery – uma área baseada na ciência.
  • Lost River Delta – uma reprodução da antiga América Central.
  • Arabian Coast – baseada no filme do Aladdin, com construções no estilo árabe.
  • Mermaid Lagoon – inspirada no filme de A Pequena Sereia.
  • Ilha Misteriosa – uma exploração nas profundezas da Terra.

Comparado à Disneylândia, o Disney Sea é um parque diferente, direcionado mais à adultos e adolescentes, com atrações emocionantes, rápidas e até mais assustadoras, como a Torre do Terror. É uma ótima sugestão de passeio para se fazer em pleno verão escaldante do Japão, já que o visitante acabará se molhando na maior parte dos brinquedos.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Tóquio

20073 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Tóquio: um hotel que parece um conto de fadas

1/3

A Disney tem um resort que vale muito a pena se hospedar, ainda mais se você for fã de carteirinha dos desenhos: o Disney Ambassador Hotel. Nele, os quartos são temáticos e, no restaurante, o chef Mickey e os demais personagens recebem seus hóspedes para jantar com eles. Além disso, o hóspede tem hotel serviço de translado gratuito em um lindo ônibus, estilo vintage americano dos anos 30, que faz a conexão à Disneyland e ao DisneySea!

Disney Ambassador

Melhor avaliado
Urayasu
9.0 Excelente (913 avaliações)

5. Descubra a beleza do Templo de Ouro, em Quioto

Quioto foi a capital do Japão Imperial até 1943, quando foi substituída por Tóquio. A cidade, uma das mais bem preservadas do país, reúne 1600 templos budistas, 400 locais de culto Xínto (sendo 17 desses considerados Patrimônio Cultural da Humanidade, além de palácios, jardins e belos lagos.

Certamente o Kinkaku-ji, também conhecido como pavilhão dourado ou templo de ouro, é o mais especial deles. Quando o visitei, o sol refletia sua cor dourada na lagoa Kyokochi, que fica ao redor do pavilhão. Uma imagem indescritível!  Todo o pavilhão, exceto o andar térreo, está coberto de folha de ouro puro. No telhado, existe uma fénix chinesa dourada.

Quioto reúne outras inúmeras atrações e, geralmente, indico ficar uma semana para conhecer a maior parte delas. Então, se tiver tempo, visite também o Castelo de Nijo, o famoso templo Kiyomizudera, o Ginkakuji, o Santuário de Fushimi Inari com seus belos portais vermelhos e o Templo de Toji, além do bairro de Arashayama e seus bosques de bambu. Não se esqueça de se aventurar pelo distrito de Gion, famoso por suas casas de chás e também pelas gueixas.

Hotéis & Aluguéis por Temporada - Quioto

10784 Hotéis
Ver destino

Onde ficar em Quioto: um hotel com ótimo custo-benefício

1/3

A hospedagem em Kioto faz toda a diferença. Reserve com bastante antecedência, pois os hotéis são sempre disputadíssimos e a grande procura acaba elevando os preços, principalmente em épocas de feriados prolongados. Considerando localização, comodidade e preço, recomendo ficar no Daiwa Roynet Hotel Kyoto-Shijo Karasuma. Uma opção com ótimo custo-benefício!

Daiwa Roynet Kyoto Shijo Karasuma

Melhor avaliado
Quioto
8.9 Excelente (1817 avaliações)