Pernambuco

Guia Local: o manual “comer, mergulhar e relaxar” de Porto de Galinhas

Alessandra Maróstica, do blog Tirando Férias, apresenta dicas de passeios, praias, restaurante e da pousada em que se hospedou na famosa praia do município de Ipojuca (PE)

Quem nunca sonhou com as águas cristalinas e quentinhas de Porto de Galinhas? É, todos nós. Muito prazer, pessoal! Sou a Alessandra e abaixo vocês poderão curtir as minhas dicas de um paraíso na Terra. Estive por lá em 2015 e me apaixonei pelo lugar.

O que fazer em Porto de Galinhas

Com paisagens paradisíacas e praias de águas cristalinas, Porto de Galinhas (PE) é um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil. O local é muito procurado para viagens em família, casais em lua de mel, grupos de amigos e para quem curte esportes náuticos e de aventura. Lá, você pode praticar mergulho, canoagem, ecoturismo ou simplesmente relaxar. Vamos ver como aproveitar ao máximo este paraíso de beleza exuberante.

1. Contemple peixinhos nas famosas piscinas naturais

Parece uma pintura, um quadro que teria na minha sala de casa.

Porto de Galinhas é famosa pelas piscinas naturais, onde você pode nadar ao lado dos peixes coloridos. As piscinas são contornadas por recifes de corais, que ficam à mostra quando a maré está baixa. Para aproveitar melhor o passeio, é muito importante observar a tábua das marés, geralmente disponível nos hotéis, pousadas e resorts da região.

As piscinas estão a cerca de 200 metros da praia e, antes de entrar no local, o visitante recebe instruções de preservação e ganha uma pulseira de acesso à área. É preciso tomar bastante cuidado com os recifes de corais e nunca ultrapassar as linhas de demarcação.

Os recifes de corais são patrimônios a serem protegidos.

É possível chegar às piscinas caminhando ou de jangada. Se optar por ir andando, use calçados adequados para evitar machucados, pois existem ouriços no caminho. As jangadas saem da praia em frente e levam aproximadamente 15 minutos até as piscinas naturais. Cada jangada leva no máximo 6 pessoas e o tempo de permanência no local é de meia hora.

 

Como nem todas as piscinas são abertas ao público, recomendo chegar cedo para poder aproveitar melhor o pouco espaço. Para apreciar melhor os peixes e as belezas embaixo da água, é bom levar máscara e snorkel. Para quem não possui o equipamento, dá para alugar no local.

2. Cruze o balneário em um lindo passeio de buggy

Buggy: uma forma rápida de se visitar as praias. Fonte: Porto de Galinhas Social.

Porto de Galinhas está localizada no litoral sul de Pernambuco e suas belas praias atraem visitantes de todo o país durante o ano inteiro. Uma ótima maneira de conhecer as praias é o passeio de buggy.

O mais comum é chamado de “ponta a ponta” e passa pelas praias de Muro Alto, Pontal de Cupe, Porto de Galinhas, Maracaípe, Pontal de Maracaípe. Este passeio dura em média 3 horas.

Existem alguns roteiros mais longos, por exemplo até a Praia de Calhetas, em Cabo de Santo Agostinho ou até a Praia dos Carneiros, em Tamandaré. Estes passeios mais longos têm duração de aproximadamente cinco horas. Para sua segurança, somente faça o passeio com profissionais indicados pela Associação de Bugueiros.

Nossa seleção de hotéis em Porto de Galinha:

3. Conheça, de perto, um cavalo-marinho

Pontal de Macaraípe: coqueiros e manguezais. Fonte: Pousada Porto de Galinhas.

O passeio de buggy “ponta a ponta” termina no Pontal de Maracaípe. Aproveite para assistir o encontro do Rio Maracaípe com o mar. No local, você vai conhecer os Manguezais e o Projeto Hippocampus de preservação de cavalos-marinhos. Nos Manguezais, com quase 60 km de extensão, podemos ver diversos animais como siris, ostras, caranguejos de diferentes cores e tamanhos. No mangue, só é permitida a entrada de embarcações sem motor, como caiaques ou jangadas, para evitar a depredação do ecossistema.

Pronto para conhecer um cavalo marinho? Fonte: Porto de Galinhas Social.

O Projeto Hippocampus tem como objetivo a proteção e a reprodução dos cavalos marinhos, que habitam este perímetro do litoral brasileiro. A educação ambiental é outra atividade muito importante do projeto. É feito um trabalho de conscientização de moradores e turistas, para que não pratiquem a pesca predatória e que não comprem cavalos marinhos como souvenirs ou peça de decoração. Na sala de visitação do Projeto Hippocampus, o visitante pode ver aquários com cavalos-marinhos vindos da natureza e outros nascidos em cativeiro. Lá também tem diversas outras espécies da fauna marinha pernambucana.

4. Sinta os temperos da gastronomia pernambucana

Repare na mistura de ingredientes. Ah, esse tempero ... Foto: Restaurante Maracajú.

Considero a gastronomia de Porto de Galinhas uma atração tão encantadora quanto as praias ou as belas paisagens. A mistura de aromas e temperos, nos faz viajar através do sabor da autêntica cozinha pernambucana. No cardápio diversificado dos restaurantes da cidade, o visitante pode escolher entre muitas opções saborosas, principalmente pratos com peixes e frutos do mar.

Eu recomendo o restaurante Maracajú, que fica dentro do Hotel Aconchego do Porto. Com ambiente agradável, comida saborosa e ótimo atendimento, pretendo voltar lá sempre que estiver na cidade.

5. Compre galinhas decorativas no centro

Não são uma gracinha? Fonte: Guia do Turismo Brasil.

No centro de Porto de Galinhas você encontra uma variedade de lojas de artesanato, roupas, doces típicos, castanhas, rendas, conchas, entre outras coisas. O que mais chama a atenção do visitante, são as famosas galinhas, símbolo da cidade.

Você vai poder levar galinhas para a família inteira. São imãs de geladeira, utensílios domésticos, bordados, material escolar, quadros coloridos, enfim tudo o que você imaginar, vai encontrar com decoração de galinhas.

Visitar o centro à noite também é um passeio interessante. As ruas ficam interditadas para a circulação de veículos, então turistas e vendedores ambulantes de artesanato, lotam o centro da cidade e a animação toma conta.

Sugestão de pousada em Porto de Galinhas

Pousada Porto do Colibri: simples, aconchegante e com bom custo-benefício.

A cidade possui várias pousadas, resorts e hotéis, onde o hóspede encontra conforto, comodidade e bom atendimento – veja esta lista incrível da trivago Magazine com experiências em hotéis de Porto de Galinhas. Os valores são variáveis, atendendo a todo tipo de público. O visitante pode encontrar a melhor opção de hospedagem seja para uma viagem romântica, famílias com crianças, ou até mesmo grupo de amigos. Para quem não abre mão do luxo, pode encontrar nos resorts da região de Muro Alto, o lugar perfeito para a sua estadia.

Fiquei hospedada na Pousada Porto do Colibri, que fica a 5 minutos do centro de Porto de Galinhas. O local é pequeno, mas muito aconchegante. O estacionamento e o Wi-Fi são gratuitos. Possui piscina, bar e serviço de translado, que utilizei e gostei bastante.

Porto do Colibri

8.4 Muito bom (210 reviews)
Excelente Limpeza 8.8 / 10
Hotel CTA

Como chegar a Porto de Galinhas

Porto de Galinhas fica no município de Ipojuca, a aproximadamente 60 km do Aeroporto Internacional de Recife. Quem chega tanto de avião quanto de ônibus deve procurar um meio de transporte para chegar até a praia. É possível pegar um táxi, alugar um carro, tomar um ônibus intermunicipal ou solicitar um serviço de transfer. Alguns hotéis oferecem esta comodidade aos hóspedes, podendo até mesmo incluir o valor do translado na diária. Mas para não ter surpresas, consulte antecipadamente.

Verifique se o hotel tem transfer do aeroporto ou da cidade de Recife.

Foto em destaque de Bruno Lima – MTUR

A autora

Alessandra Maróstica é fisioterapeuta e pianista, mas sua grande paixão é viajar. Sempre que pode, está com o pé na estrada. Acha fascinante conhecer novos lugares, culturas diferentes e a gastronomia local. Já visitou 16 países e está sempre em busca do próximo destino. Em 2013, criou o Blog Tirando Férias.
Site da autora